Mais uma vez fui apunhalado nas costas por um backup

Certa feita fui copiar do celular pro computador uma série de arquivos que não poderia perder de jeito nenhum e acabei perdendo todos eles porque o cartão de memória se corrompeu enquanto o backup acontecia. Assim, aprendi uma importante lição: além de fazer a maldita cópia de segurança, vulgo backup, sempre manter mais de uma e em mais de um lugar.

Esse mês aprendi que isso não é o suficiente.

business-cat-meme-generator-we-didn-t-have-a-system-backup-you-gotta-be-kitten-me-7e09b9

Seguinte, passei o começo desse ano e parte do ano passado escrevendo textos-reservas pra esse blog. Na minha missão de publicar pelo menos um texto a cada sete dias, tentei deixar alguns textos já escritos pro caso de em alguma semana não conseguir produzir nada.

Quando terminei de me mudar pra Niterói e finalmente pude voltar com o blog, fui lá eu subir o backup pro servidor, e pra minha surpresa os posts que eu havia escrito não estavam lá. Fiz vários testes, tentei subir as outras cópias do backup que mantinha noutros lugares, e nada.

Percebe? Não é que os arquivos backupeados estavam corrompidos, é que eles estavam incompletos. O sistema que fazia a cópia de segurança só copiou metade de tudo, e eu não percebi. O backup estava lá, mas pela metade.

Resultado: perdi uns trinta textos. Trinta. Tê erre í ene tê á. 30.

Fiquei bem triste, tipo assim, tristão.

E estressadão, também.

De qualquer forma, agora esse é meu método de lidar com backups (fica a dica):

  1. Fazer a cópia.
  2. Checar se a cópia foi feita com sucesso. [Novo™]
  3. Fazer cópia das cópias em vários dispositivos diferentes.
  4. Fazer upload em algum site, no momento uso Dropbox pra isso.