Untitled-1

Como escrever personagens mais inteligentes que você

Link para assistir no Youtube.

Link para o roteiro do vídeo.

Ando em uma vibe de fazer vídeos mais “acessíveis”, sem ficar citando autores, sem ficar discorrendo sobre conceitos complicados etc e tal. Podemos dizer que este aqui inaugura essa nova maneira de fazer. Acabei não fundamentando, no texto, os argumentos em nenhum nome ou teoria em particular, e, como resultado, o vídeo acabou bastante ensaístico, cheio de opiniões, convicções arbitrárias etc. Vou deixar aqui algumas recomendações que julgo pertinentes ao tema:

https://bit.ly/2CjLwWn (Inglês) Capítulo “Filling in The Outline” de “Narratology: Introduction to The Theory of Narrative,” livro da Mieke Bal. Nesse texto a autora explica um método de análise de personagens conhecido por “eixos semânticos relevantes”. É o melhor método e, ao mesmo tempo, a melhor explicação do método que eu conheço.

http://bit.ly/2Pcjtzk “Poética”, do Aristóteles. A concepção de “personagem” e de “construção de personagem” utilizada no vídeo é aristotélica. Em síntese: o personagem é aquilo que o personagem faz.

https://youtu.be/4unDD4OUUNQ “Se Aventurando no Espaço Sagrado | O Arquétipo do Mago,” vídeo-ensaio do Like Stories of Old sobre o arquétipo do mago, que é essencialmente o objeto do meu vídeo.

— (Inglês) http://www.lhn.uni-hamburg.de/ “The living handbook of Narratology” é um site mantido pela Universidade de Hamburgo bastante “wikipedístico”; ele é composto por uma coletânea de artigos retirados de um livro homônimo publicado em 2009. O artigo “Character”, http://www.lhn.uni-hamburg.de/article/character, de Fotis Jannidis, explica alguns conceitos relacionados ao estatuto narratológico do personagem mais aprofundadamente.